Outro dia vi as flores de meus sonhos

eram roxas, como aquele amor que morreu

nem sequer deixou saudades


Balançavam ao vento

como mãos de petalas

acenando a minha memoria


Eu construi um sonho

em forma de palacios de beijos

algo inusitado


lapidei o futuro com nossos encontros

imaginei um mundo nosso

um caminho longo a percorrer


Mas havia um vale que separava

e nele caiu os sonhos

fui pra sempre embora


Foram as lagrimas de uma breve saudade

que iluminaram a minha vida

quando a lua foi embora, descobri todas as estrelas


Clavio J. Jacinto