Todas as estrelas

05 de Março de 2014 Pr CJJacinto Poesias 140

Outro dia vi as flores de meus sonhos

eram roxas, como aquele amor que morreu

nem sequer deixou saudades


Balançavam ao vento

como mãos de petalas

acenando a minha memoria


Eu construi um sonho

em forma de palacios de beijos

algo inusitado


lapidei o futuro com nossos encontros

imaginei um mundo nosso

um caminho longo a percorrer


Mas havia um vale que separava

e nele caiu os sonhos

fui pra sempre embora


Foram as lagrimas de uma breve saudade

que iluminaram a minha vida

quando a lua foi embora, descobri todas as estrelas


Clavio J. Jacinto


Leia também
"Naveguei" há 6 horas

Naveguei entre mares, e tempestades, ninguém me acompanhou, Meu sofriment...
joaodasneves Poesias 11


O Importante no Poema há 8 horas

O importante no poema, é que ele voe, mesmo não tendo nascido para voa...
a_j_cardiais Poesias 29


LUTA ARMADA há 1 dia

LUTA ARMADA Aqueles tidos como imprescindíveis Pelo afã de lutar toda...
ricardoc Sonetos 8


Paz Celestial há 2 dias

Paz na alma é muito mais Do que paz de mente... pois passa desta par...
kuryos Artigos 18


Poema Rosa Para um Dia de Sol há 2 dias

A Rosa Emília A Rosa que an...
a_j_cardiais Poesias 63


Poema Suado há 2 dias

Estou num deserto de inspiração... Nada passa por aqui... Nem ladrão. ...
a_j_cardiais Poesias 51