Pedaços de silencio

07 de Março de 2014 Pr CJJacinto Poesias 432

Um pedaço de silencio e sei

Sobre os montes sairei

Outrora era simples cego

Hoje vejo os olhos da esperança

Num campo de vestidos salpicados de dor

Entre os cardos de uma terra desolada

Fertilizadas pelos clamores do sangue de Abel


Um pedaço de silencio e verei 

A outra face da amargura e as dracmas perdidas

Outrora simples andante agora peregrino

Hoje enxergo as praias das salivas e calafrios

Num vale de sementes e oleos perfumados

Entre as aberturas de minhas feridas expostas

Vejo a cura, pelas cores da agua e do sangue


Um pedaço de silencio e adormeço no sossego...


Clavio Juvenal Jacinto


Leia também
UM GATO NO ESPELHO há 6 horas

Um gato, parado diante do espelho do quarto de sua dona, discutia com...
madalao Infantil 14


Tudo junto e misturado há 13 horas

Tudo junto. Misturado. Animado. Apaixonado. Completamente dado e entreg...
anjoeros Poesias 14


Quando senti vontade de amar... há 13 horas

Prefiro ser acusado de amar demais do que ser reconhecido por ser aquele q...
anjoeros Poesias 10


Meu café há 1 dia

UM CAFÉ SEMPRE CAI BEM...ANTES DO ALMOÇO,DEPOIS DELE... TE FAÇO UM CA...
anjoeros Poesias 15


Ao pé do ouvido há 1 dia

Vem cá, menina... Deixa eu te falar, bem lá dentro do teu ouvido, tudo ...
anjoeros Poesias 16


Poesia viva há 1 dia

AMO VOCÊ,MINHA POESIA VIVA... TRAZES NO CORPO AS ESCRITAS DA VIDA OS MOM...
anjoeros Poesias 12