Pedaços de silencio

07 de Março de 2014 Pr CJJacinto Poesias 438

Um pedaço de silencio e sei

Sobre os montes sairei

Outrora era simples cego

Hoje vejo os olhos da esperança

Num campo de vestidos salpicados de dor

Entre os cardos de uma terra desolada

Fertilizadas pelos clamores do sangue de Abel


Um pedaço de silencio e verei 

A outra face da amargura e as dracmas perdidas

Outrora simples andante agora peregrino

Hoje enxergo as praias das salivas e calafrios

Num vale de sementes e oleos perfumados

Entre as aberturas de minhas feridas expostas

Vejo a cura, pelas cores da agua e do sangue


Um pedaço de silencio e adormeço no sossego...


Clavio Juvenal Jacinto


Leia também
A Humildade nos Cai Bem há 3 horas

Se o domínio total é do Senhor, porque o poder pertence a ele, isto dever...
kuryos Artigos 7


Fuga da Inspiração há 4 horas

Preciso terminar um poema que comecei numa empolgação danada... Dep...
a_j_cardiais Poesias 39


Um Dilema há 5 horas

Estou aqui reclamando da minha "vidinha", enquanto tem alguém por aí que...
a_j_cardiais Poesias 37


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 6 há 7 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 12


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 5 há 7 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 9


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 4 há 7 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 10