Morte sentimental

07 de Agosto de 2011 Fernando Calixto Poesias 78

Depois de duras quedas na vida, amores que pareciam eternos derrepente acabam, pessoas ao seu redor te abandonam, sentimentos se tornam nulos no seu peito.
Sentimento de compaixão no seu coração já não existe mais, a solidão e a escuridão já fazem parte da sua vida. Sei que ninguém entende, já que não passaram pelo que passamos.
Quando um sonho morre leva conosco uma parte de nós, e quando todos os seus sonhos e esperanças se resumem em um só, não levam apenas uma parte, mas sim a nossa alma que um dia lutava por amor de alguém. A alma que descansa em paz no cemitério dos sonhos, ao lado da árvore da esperança, que já esta sem vida pelas mentiras que acreditamos.
Num tumulo frio e úmido depositei o sentimento chamado amor, que um dia tanto me fez sofrer, no mar da escuridão e do esquecimento joguei todas as lembranças que poderiam levar a tona alguma esperança de ressurreição.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
CIDADE DOS PATOS (cordel infantil) há 7 horas

Vivia na bela cidade dos patos Um velho pato que contava fatos De uma fam...
madalao Infantil 5


"Feliz...dia...de...São João" ... há 14 horas

Quem dera ir mais além, cantar mais alto Sobre esse chão salgado onde na...
joaodasneves Poesias 5


No Vento da Literatura há 15 horas

Gosto da poesia quando chega de surpresa... Pode não ter beleza, mas q...
a_j_cardiais Poesias 30


Bendito Amor Eterno há 2 dias

Quando pensamos que Jesus disse que todo aquele que lhe foi dado pelo Pai, ...
kuryos Artigos 13


"Vendo" há 2 dias

Hoje vendo um corpo sem alma, e um extrovertido coração partido, uma ...
joaodasneves Acrósticos 7


"Te amo vinho tinto" há 2 dias

Tu meu querido vinho tinto, és e serás a minha inspiração, Ter o cop...
joaodasneves Poesias 10