Nas noites de belém

07 de Agosto de 2011 Fernando Calixto Poesias 496

Cidade menina-moça, que seduz os olhos de quem anseia aventuras noturnas, de quem busque fugir de suas vidas entediadas ou á quem busque apenas um amor para a noite inteira.
Rostos e gostos diversos se misturam entre os risos que embalam a noite, noite que ainda está apenas começando nas altas horas da madrugada.
Os sorrisos e olhares, caçam lábios apaixonados á procura de amores platônicos, a quem possam saciar a sua sede prazer.
O dia esconde as belezas que a noite tem a nos mostrar, os barzinhos que se enchem de risos a cada gole de cerveja que são consumidos.
Entre goles e tragadas aos poucos os amantes vão florescendo, e a noite os presenteia com uma leve chuva de novembro que refresca a paixão.
Amigos, namorados ou amantes, em nada encontraram nada parecido as eternas noites da minha cidade morena, a minha querida Belém.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
PLEONÁSTICO n°2 há 13 horas

PLEONÁSTICO n°2 Encarasse de frente, não soslaio... Talvez, olhos no...
ricardoc Sonetos 4


ANTIFACISTA há 15 horas

ANTIFACISTA De irrestível apelo aquela união De fortes se fazendo 'in...
ricardoc Sonetos 4


A rua me aceita como sou há 18 horas

A rua me aceita como sou (Livro Poesias Reflexivas- Antonio Ferreira) N...
pfantonio Poesias 54


Não seja superficial há 18 horas

Não seja superficial (Antonio Ferreira-Livro Poesias Reflexivas) Olhe ...
pfantonio Poesias 70


"Dia do amor" há 21 horas

Amanhã é o dia reservado ao Amor, E a fragrância das flores confunde-s...
joaodasneves Poesias 12


"Estou triste" há 1 dia

A noite se instala em mim. Lá fora, apenas o silêncio da noite e o teu o...
joaodasneves Poesias 14