O Adeus

08 de Agosto de 2011 Gisela Cardoso Poesias 429

A espera de um sinal de tempo
Tempo, eu confio minhas esperanças em tu
Eu simplesmente perdi a minha vida
Na profunda escuridão das profundezas do amor
Mas, eu esqueci de morrer.
A consciência bate em minha porta
Eu estou triste, amanhã poderei estar mais
Digerir palavras duras demais só para te poupar
Poupar do sofrimento e da ira
Eu sofri por você,
Eu chorei por você,
Eu sangrei por você,
Mas tudo foi em vão.
Não negarei que eu preciso de você
Sinto-me longe do inferno, distante de você
Foi um certo alguém que se foi
Mas, nunca me disse adeus.
Uma última palavra, uma última lágrima
Eu já estarei distante demais.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Oração ao Anjo da Guarda… há 1 hora

A fé é algo que aprendemos desde pequenos. Eis a importância de mostrarm...
anjoeros Poesias 5


O Xis da Questão há 2 horas

Não gosto de rimas forçadas. Apesar de que às vezes é preciso, para...
a_j_cardiais Sonetos 16


Seguir em frente... há 2 horas

Seguir em frente. Olhos altivos para seguir adiante. Celebrar as vitória...
anjoeros Poesias 5


Seguir em frente... há 2 horas

Seguir em frente. Olhos altivos para seguir adiante. Celebrar as vitória...
anjoeros Poesias 5


Visão Magmática há 2 horas

Os lobos espreitam escondidos... Como não dou ouvidos, mastigo meus text...
a_j_cardiais Poesias 24


Café da manhã e poema de amor... há 2 horas

Continuo esperando a sua visita à minha página Anjo Eros: Sensualidade e ...
anjoeros Poesias 5