O Adeus

08 de Agosto de 2011 Gisela Cardoso Poesias 433

A espera de um sinal de tempo
Tempo, eu confio minhas esperanças em tu
Eu simplesmente perdi a minha vida
Na profunda escuridão das profundezas do amor
Mas, eu esqueci de morrer.
A consciência bate em minha porta
Eu estou triste, amanhã poderei estar mais
Digerir palavras duras demais só para te poupar
Poupar do sofrimento e da ira
Eu sofri por você,
Eu chorei por você,
Eu sangrei por você,
Mas tudo foi em vão.
Não negarei que eu preciso de você
Sinto-me longe do inferno, distante de você
Foi um certo alguém que se foi
Mas, nunca me disse adeus.
Uma última palavra, uma última lágrima
Eu já estarei distante demais.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
"Naveguei" há 6 horas

Naveguei entre mares, e tempestades, ninguém me acompanhou, Meu sofriment...
joaodasneves Poesias 11


O Importante no Poema há 8 horas

O importante no poema, é que ele voe, mesmo não tendo nascido para voa...
a_j_cardiais Poesias 29


LUTA ARMADA há 1 dia

LUTA ARMADA Aqueles tidos como imprescindíveis Pelo afã de lutar toda...
ricardoc Sonetos 8


Paz Celestial há 2 dias

Paz na alma é muito mais Do que paz de mente... pois passa desta par...
kuryos Artigos 18


Poema Rosa Para um Dia de Sol há 2 dias

A Rosa Emília A Rosa que an...
a_j_cardiais Poesias 63


Poema Suado há 2 dias

Estou num deserto de inspiração... Nada passa por aqui... Nem ladrão. ...
a_j_cardiais Poesias 51