Quando eu bebia álcool,
Ingeria o veneno para dentro dos meus órgãos,
O Senhor lamentava ao perceber aquela destruição,
Quando eu cheirava cocaína,
Colocava a corrosão para dentro do meu corpo,
O Senhor pranteava ao ver aquela situação,
Quando eu tragava maconha,
Respirava a desgraça para dentro dos meus pulmões,
O Senhor lastimava ao olhar aquela assolação,
Quando eu fumava crack,
Mandava a morte para dentro do meu cérebro,
O Senhor chorava ao notar aquela devastação,
Estava no lodo do pecado e perdição,
Em um ato de desespero levantei um clamor,
Abri meu coração e o Senhor estendeu a sua mão,
Libertando-me das correntes dos vícios que me aprisionavam,
Eu sou seu milagre e o Senhor é o Deus da minha salvação.