Talvez eu vá contar cada estrela,
Talvez eu conte cada grão de areia,
ou posso simplesmente esperar...
Ter a doce esperança que um dia alguém possa me encontrar, me perdoar, me salvar.
Arrancar-me das profundezas.
Tirar essa angustia... Essa tristeza.
Á como queria ter tido essa oportunidade,
Ver o sol de todos os dias com aquela luminosidade.
Quem dera eu ter um momento de paz,
Acreditar em sonhos nunca é demais...
Por enquanto vou ficar aqui,
Esperando você acorda e sorrir para mim,
Sentar ao meu lado e contar cada estrela,
Cada grão de areia...