Você Vai

13 de Abril de 2014 Saulo Alves Falcão Poesias 379

Um dia, ainda, você vai lembrar de mim, e vai ver que não estou mais ao teu lado, não por querer, mas por escolha, escolha sua. Talvez não seja hoje, muito menos amanhã, pode ser daqui a um mês, um ano, dez anos, mas vai. A sua vida, em si, estará boa, terá o emprego que tanto quis, passará no concurso que tanto esperou, ganhará o salário que tanto almejou, terá o apartamento dos seus sonhos. Mas quando você pensar em todos esses itens citados antes, você vai lembrar de mim, até por que foi comigo que você planejou isso, foi comigo que você se confidenciou. Você vai lembrar de todas as loucuras de amor que fiz por você e vai se arrepender de ter negado quase todas elas, você vai lembrar que te amava de verdade e que esse amor era inabalável, até você abalar todas as estruturas. Você vai se lembrar de mim quando ver alguém palhaço que te faça rir, ou quando escutar, por coincidência do destino, a minha música favorita tocando em algum lugar, pelas ruas que andas. Você vai lembrar de mim quando sentir na rua, ao acaso, o meu perfume favorito, aquele com um cheiro meio adocicado, ou quando, por ironia do destino, o facebook colocar meu perfil para você como: ‘Pessoas que talvez conheça’, mas na verdade, você conhece, até demais, você conhece todas as minhas fraquezas e todos os meus pontos fortes, mas você vai ver que não estarei do seu lado, não mais. A partir daí você vai lembrar que tinha uma pessoa que estaria contigo pra tudo, em qualquer dificuldade, que te salvaria até do abismo, se jogando em seu lugar, mas que você preferiu deixar pra trás, e aí se sentirás só. Pode até ser que encontres um outro alguém, que viverá bons e gostosos momentos com ele, mas se lembrarás de mim, você sabe que o momento está sendo bom, mas que os melhores seriam comigo. Você vai perceber que pode ser feliz o quanto desejas em sua vida, mas você sabe que se você estivesse comigo, estaria muito mais.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Minha essência é a eternidade. há 4 horas

Manhã cinza dia tão estranho e ruim, Paira no ar uma sensação de fraca...
elisergio Sonetos 5


LAMPEJOS há 4 horas

LAMPEJOS Eu pouco a pouco volto à realidade. Ao acordar, lamento antes...
ricardoc Sonetos 5


Deixe Esse Amor Crescer há 20 horas

Deixe esse amor crescer... Ele está brotando em um coração árido. De...
a_j_cardiais Sonetos 36


Ás palavras não são mais meu legado. há 21 horas

Fiz-me silenciar por que te perdi! Tu me revogara a licença concedida, D...
elisergio Sonetos 7


Não há o que comemorar. há 21 horas

Não há de fato o que comemorar! A virgem do sertão não é independente...
elisergio Sonetos 6


A vida depois daqui! há 21 horas

Ver que a morte não é o fim, é o início! Disse-me com amor chamando de...
elisergio Sonetos 7