Encolhido na cama com o rosto entristecido,
ele fecha os olhos e chora
miseravelmente abatido.
Com inúmeros pensamentos depressivos
e fantasmas emocionais que nunca somem,
ele sente-se destruído...
Na verdade o pior dos homens.

E entre lágrimas, prantos, e desespero,
na parede do quarto é refletida no espelho
essa situação auto destrutiva...
E o corpo magro definha,
por uma fútil, e cruel paixão não correspondida.