Impressões

30 de Abril de 2014 Sir Melhado Poesias 257

Nessa vida encantada

É de se encontrar princesas e dragões

Cabe ao tempo tirar peça por peça

De suas vestes..

Vivo em mais uma vereda de imperfeiçoes

Aos arredores do afeto

Dentre a penumbra da fragilidade

Instintivamente saio louco dessa história

O vigor do orgulho banal

Toma por si, a luta contra a proximidade

A passo curto

Se estende por uma fenda de egoísmo e conveniência. 

Ao léu das vontades, me acomodo ao chão

Uma voz caminha dentre a multidão.

Vem em direção ao instante

Com princípios e morais que são inúteis.

Sir Melhado

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Obedecendo o Vento há 1 hora

As folhas caem, e eu quero falar sobre isso, sem me preocupar com o feiti...
a_j_cardiais Poesias 25


"Verão na Europa" há 3 horas

Hoje começou o verão Mas todos os dias, são dias de verão O verão na...
joaodasneves Poesias 4


"Maria Emília" há 5 horas

Meu amor Antes de tu nasceres Raramente eu pensava em ti Iria com o pass...
joaodasneves Acrósticos 5


"Sou" há 6 horas

Sou o livro sem palavras Sou a historia por contar Sou o céu sem estre...
joaodasneves Acrósticos 5


"Livro sem letras" há 8 horas

Meus livros já estão sem letras Meu papel sem cor Com a caneta vazia Q...
joaodasneves Poesias 8


Amor há 9 horas

Quando Jesus diz que aquele que o ama é quem guarda os seus mandamentos, o...
kuryos Acrósticos 7