Nessa vida encantada

É de se encontrar princesas e dragões

Cabe ao tempo tirar peça por peça

De suas vestes..

Vivo em mais uma vereda de imperfeiçoes

Aos arredores do afeto

Dentre a penumbra da fragilidade

Instintivamente saio louco dessa história

O vigor do orgulho banal

Toma por si, a luta contra a proximidade

A passo curto

Se estende por uma fenda de egoísmo e conveniência. 

Ao léu das vontades, me acomodo ao chão

Uma voz caminha dentre a multidão.

Vem em direção ao instante

Com princípios e morais que são inúteis.

Sir Melhado