O amanhã chegou

30 de Abril de 2014 Sir Melhado Poesias 200

Uma Nuvem de pele branca como a neve
.E o coração tremendo de Frio.
Quando me fixo aos olhos seus.
Viajo nos sonhos meus.

.
Sem pressa o tempo se apresenta
Junto a ele a prestação de contas.
Lagrimas e soluços não são capazes de comovê-los.
Sua colheita antes bendita, agora faz justiça.

.
Sem apelos e sem apegos.
O réu é indiciado, Sem resistência, é claro.
Até o presente momento esteve jogando.
Um tremendo fora da lei do amor.
.

.

.
Sujeitar a enquistá-lo?
Não seria de natureza instintiva
Ele esteve em meu tempo, e agora traz seu veneno.
Demasiado ignorante para não senti-lo.

.

.
Que ele passe agora, mas que seja rápido.
Para o egoísmo se curar e poder novamente atuar
.E se assim cegamente continuar sua caminhada
.Dentre as coisas mais belas da vida para se ver e sentir.

.

.
Sir Melhado 2013

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Obedecendo o Vento há 9 horas

As folhas caem, e eu quero falar sobre isso, sem me preocupar com o feiti...
a_j_cardiais Poesias 26


"Verão na Europa" há 11 horas

Hoje começou o verão Mas todos os dias, são dias de verão O verão na...
joaodasneves Poesias 5


"Maria Emília" há 13 horas

Meu amor Antes de tu nasceres Raramente eu pensava em ti Iria com o pass...
joaodasneves Acrósticos 7


"Sou" há 14 horas

Sou o livro sem palavras Sou a historia por contar Sou o céu sem estre...
joaodasneves Acrósticos 7


"Livro sem letras" há 16 horas

Meus livros já estão sem letras Meu papel sem cor Com a caneta vazia Q...
joaodasneves Poesias 8


Amor há 18 horas

Quando Jesus diz que aquele que o ama é quem guarda os seus mandamentos, o...
kuryos Acrósticos 8