Meu corpo celeste

07 de Maio de 2014 Sir Melhado Poesias 368

Meu corpo celesteNa alvorada surge com um sorriso tímido,

Desperta com vigor para mais um páreo com a resplandecer solar.

Á noitinha predomina sobre o azul estrelado.

Sua fantasia consiste nesse perder e renascer.

Ilumina, some, me esquece e depois aparece.

.

Nova, tão bela, se alegra e me cerca.

Crescente, avante, adiante, irradiante, à vejo fora do meu alcance

Cheia, permeia, me arrodeia, enlouquece, sou mais uma presa em sua teia.

Minguante, se vai e aos poucos se esconde, sem um beijo, um cheiro ou um adeus sequer.

.

Mas talvez, essa lua que admiro só possui duas fases:

Bem me quer e mal me quer.

.

.Sir Melhado

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Bendito Amor Eterno há 9 horas

Quando pensamos que Jesus disse que todo aquele que lhe foi dado pelo Pai, ...
kuryos Artigos 6


"Vendo" há 11 horas

Hoje vendo um corpo sem alma, e um extrovertido coração partido, uma ...
joaodasneves Acrósticos 6


"Te amo vinho tinto" há 14 horas

Tu meu querido vinho tinto, és e serás a minha inspiração, Ter o cop...
joaodasneves Poesias 7


Gradeados há 14 horas

O céu está logo ali, depois dessa janela enjaulada... Meu amor é qua...
a_j_cardiais Poesias 48


Vida Artística há 14 horas

Não quero viver ao Deus dará... Sei que aqui, em se plantando tudo dá....
a_j_cardiais Poesias 38


"Eu sou boémio" há 14 horas

Eu em criança já era rebelde e um pouco vadio. Usufruía da noite, mesm...
joaodasneves Acrósticos 4