Bem-Vinda

09 de Maio de 2014 EMILIO SANCHEZ Poesias 288

Posso estar na miséria
Mas eu sei que tu estarás lá
Posso ter perdido tudo
Sei que tu estarás lá
Posso estar morrendo de fome
Mas eu sei que tu estarás lá
Posso ter quebrado a barraca
Mas eu sei que tu estarás lá
O longo e derradeiro
O confronto do verdadeiro
Do desejo e do calor
O seu cabelo e o nosso frescor
Quem diria depois de tanto tempo
Estar ali na página que meu coração
Disse ,você pode entrar e serás muito bem vinda
Seria a primavera folheada,de ternura,carinho e atenção
Que povoa nessa emoção
Voa meus momentos,minhas sinapses e nossas ideias?
Aonde voam eu seu coração
Com e em nosso querer
Vem a tona do nosso prazer
O saber que posso te ter
Por isso vem me ver
Para que possa entender
O quanto eu amo você

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
PAU DE FITAS há 3 horas

PAU DE FITAS Dançam as raparigas cá em roda D'um mastro d'onde fitas ...
ricardoc Sonetos 4


PAU DE FITAS há 3 horas

PAU DE FITAS Dançam as raparigas cá em roda D'um mastro d'onde fitas ...
ricardoc Sonetos 3


Falta de Amor ao Próximo há 7 horas

A razão de viver é amar... Mas a maioria das pessoas vive o amor ao din...
a_j_cardiais Poesias 29


Amor a Deus x Amor ao Mundo há 8 horas

Nos dias do autor não havia automóveis como os luxuosos que existem em no...
kuryos Artigos 8


A Origem e a Razão de Ser de Tudo há 13 horas

Deus não criou todas as coisas para depois intentar formar uma Igreja. Ao...
kuryos Artigos 16


ETERNAL (rondó) há 1 dia

ETERNAL (rondó) Não o poeta, sim a poesia Em cada verso haveria- De ...
ricardoc Poesias 8