Anoitece em Leiden,


e os passarinhos se aninham,


numa confusão enorme e pontual,


atentos ao relógio do céu.


Quem chega primeiro, pega o melhor
lugar!


Separou Deus a noite do dia


para que descansem de tanto voar.


E seus derradeiros voos, alegres que são,


embelezam o entardecer,


agradecendo por ter sido uma bela jornada.