15 de Maio de 2014 Vi Poesias 215

Fui um anjo

Sou vampiro caído

Hoje despojo

Ontem convicto

Fui luz

Sou nada

Escarrei na cruz

E nego a fada 

Antes sagrado 

Motivo de orgulho

Agora maculado 

Motivo de repúdio 

Asas imponentes 

A baixo, rastejando

Harpas e tridentes 

Estou terminando

Via o longe 

Isso já me cansa 

Vivo o instante 

Sem mais esperença


Leia também
LUTA ARMADA há 2 horas

LUTA ARMADA Aqueles tidos como imprescindíveis Pelo afã de lutar toda...
ricardoc Sonetos 4


Paz Celestial há 13 horas

Paz na alma é muito mais Do que paz de mente... pois passa desta par...
kuryos Artigos 11


Poema Rosa Para um Dia de Sol há 1 dia

A Rosa Emília A Rosa que an...
a_j_cardiais Poesias 52


Poema Suado há 1 dia

Estou num deserto de inspiração... Nada passa por aqui... Nem ladrão. ...
a_j_cardiais Poesias 44


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 3 há 1 dia

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 19


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 2 há 1 dia

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 12