Fui um anjo

Sou vampiro caído

Hoje despojo

Ontem convicto

Fui luz

Sou nada

Escarrei na cruz

E nego a fada 

Antes sagrado 

Motivo de orgulho

Agora maculado 

Motivo de repúdio 

Asas imponentes 

A baixo, rastejando

Harpas e tridentes 

Estou terminando

Via o longe 

Isso já me cansa 

Vivo o instante 

Sem mais esperença