A
paz é sinônima de calmaria,
A dor é a tradução da realidade,
A desigualdade é a tatuagem da humanidade,
Que ‘indisbotávelmente’ o ser humano fixa na alma.
E o amor, é o que mais almejamos.