Sobre uma cadeira de palha,
Sentado se encontra um belo moço...
Debruçado sobre suas mãos calejadas,
E recostado à velha mesa,
Ele medita sobre o que foi o amor,
Que começou como uma vela acesa
E findou como uma vela apagada.