Não quero a flecha de Dafne
A arrogância de Apolo mata me
Vivo pelo amor de minha Deusa
Penso na triste Dafne
Corro pelo amor,somando devaneios
Pobre Dafne sem ilusões
Tenho sorte o cúpido atingiu Apolo
Estou livre e tenho todo o Olimpo!