É... bem que me lembroComo se fosse ontem.Bem que me lembroComo se fosse hoje...Bem que recordo:Voltastes ao tempo;Não levaste-me contigo.Bem que me lembro; esqueceu-me.Me esqueci das lembrançasComo tu me esquecestes outrora.Entristeço-me ao saber qu'inda existem pessoas assim,Que se esquecem de lembrar suas promessas................................................................................É... bem que me esqueçoComo se fosse hoje.Bem que me esqueçoComo se fosse ontem..................................................................................É tão ruim lembrar-se do que não existiuE esquecer-se do que não houve.É como colocar a mão no fogo por alguémSem haver fogueira alguma.É o mesmo que beijar a mulher amadaSe ela não existe;E se existir,Não ter lábios.É tão ruim quanto acordar, olhar para o espelhoE descobrir que está morto.É ruim...É intenso.Dizem-me todos:"Ama tua vida, rapaz.Não sabes o que pensas...Nem sequer sabes pensar."...............................................................................Respondem-me mal e atiram-me pedras:"Ama o teu mundo, ó, rapaz.Não sabes o que amas...Nem sequer sabes amar."Eu amo o mundo...Repito, para que possa entender meu pensamento:Eu amo o MUNDO.A desgraçada raça humana, não!O humano que mata,Que destrói,Que queima e inundaE mata o mundo.Meu pedaço de tempo,Na pequena largura de minha vida,Não é o suficientePara que eu encontre tamanho esplendor que encontram nos homens.Não sei se sei viver...Só sei que sei amar:Amo o MUNDO.Os homens, ainda não aprendi................................................................................— É tão ruim viver sem rumo ou direção..."É ruim,Mas é vida.Valorize-a."

José Álvares — heterônimo de Simon-Poeta