Prisão

03 de Junho de 2014 Simon-Poeta Poesias 436

Pare de me olhar!Pare!...Não faço nada de mais para que viva a espionar-me.Mesmo se fizesse, não deveria me reparar...Reparas minha barba... sem fazer;Reparas meus cabelos... brancos;Reparas meu jeito... de andar;Reparas minha posição... política.Isso não é educado.PARE DE ME OBSERVAR!Que desastre fiz eu à sua barba?Que maçada causei aos seus fios de cabelo branco?Que tragédia propus ao seu jeito de andar?Que manifesto negativo fiz eu à sua posição política?Sou educado.Além do mais,NÃO TENHO TEMPO PARA OBSERVÁ-LO.PARE DE ME OLHAR!Isso me atazana...Me atordoa.Ah! O que fiz para merecer tamanho castigo?O que faço de diferente para que vivas a espionar minha vida?Dá-me a palavra-chave para que possas desistir de me atordoar.Dá-me, por amor de Deus, uma oportunidade de fugir...Fugir para longe de ti e dos seus descendentes.Ah! Não mereço isso...Não mereço ser observado feito uma celebridade.Quero fugir!Quero ser livre como um pássaro...E voar!Voar sem saber onde irE sem ter ninguém para fotografar-me,A não ser os observadores de aves(Que só quereriam meu bem).Não aguento mais.Sei que sou louco,Mas isso não é motivo para que vivas a espionar o que faço de "errado".As coisas boas, ignoras...O que há de "ruim", comentas e criticas.Vá para o inferno...Deixe-me voar!Irei para o céu.Não o céu que crês,Mas para o céu material,Que todos veem.O céu com nuvens brancasPostas por cima de um azul cintilante.E que quando anoitece, fica escuro e carrega em teu leito, a LuaE em teu lençol as estrelas.Solta-me da gaiola que propõe-me.Solta-me desta vida inútil que levo...Sou preso, e não vejo.Sou cego e não digo nada a meu favor.Agora, enxergo e manifesto minha opinião...Minha ordem.Pelo enxergar, conquistarei a liberdade...Enquanto não deixar-me sair daqui,Atazanarei-te, olhando e observando-te.Fotografando cada passo teu.Veremos então quer ficará preso...

Borba Figueiras - heterônimo de Simon-Poeta

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
ETERNAL (rondó) há 10 horas

ETERNAL (rondó) Não o poeta, sim a poesia Em cada verso haveria- De ...
ricardoc Poesias 6


Sintomático há 16 horas

Divagando pela favela, penso nela olhando a aquarela do sol se pondo. ...
a_j_cardiais Sonetos 37


"Minha humilde casinha" há 2 dias

Tenho na minha casa Quatro cadeiras e um colchão Uma mesa, e roupas pelo...
joaodasneves Poesias 18


Se Poema For Oração há 3 dias

Senhor, este poeta perdido vem Vos fazer um pedido: dai-me Vossa paz. ...
a_j_cardiais Poesias 79


"Bailei com a solidão" há 3 dias

"Bailei com a solidão" A beira do mar espero a Solidão E escuto ja o ...
joaodasneves Acrósticos 16


Perseverar Até o Fim – Parte 1 há 3 dias

Por Charles H. Spurgeon (1834-1892) Traduzido, Adaptado e Editado por Si...
kuryos Artigos 31