Casa e Canteiro

12 de Agosto de 2011 Vicente Baka Poesias 432

Começo a sentir desejo de casa nova
Daquelas que guardam apenas um amor
Daquelas de vestir de luz o dia
Cobrir de carinho canteiro e flor
Esperar chegar a noite
E ser teu namorado mais uma vez
Levar você pra passear na terra nua
Que ainda não conhece nossos pés
E naquele canto do canteiro
Voltar a me dizer quem és
Toda noite, um dia inteiro
Guardar apenas nosso amor.

Começo a sentir desejo de você
Em nossa casa nova iluminada
Daquelas de vestir nossas roupas por tirar
Cobrir de carinho nossa chegada
Esperar o dia adormecer
E bocejar o sol que sorri alto
Levar você pra passear na rua
Só pra desejar voltar logo
E te fazer nua por inteiro
Me diz se é nosso esse canteiro
Todo o dia, toda noite
Plantar flor, desfolhar amor.

Vicente Motta Prates

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Lembra? há 6 horas

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 9


Principio há 6 horas

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 8


Viandar há 6 horas

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 7


Fluxo do tempo. há 6 horas

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 9


Sou há 6 horas

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 8


Ame...! há 6 horas

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 6