Amazonas Sertão

12 de Agosto de 2011 Vicente Baka Poesias 576

Noite aérea no Brasil
aqui estamos tantos nós que dá é dó
da caatinga noturna, refresco de sol
meu avião alto em cruzeiro crescente
lá em baixo tem gente olhando
tem gente com fome, também
maravilhosa vista aérea.

Noite que muda o horário do sol mais alto
Sertão de passagem, sem passageiros
não são como nós, ligeiros
no apronto de mais um dia
mais uma vez a água buscar
lentamente, rumo Brasília
inutilmente fantasia.

Eis magnífico planalto que vira serra
eis serra que é floresta
longe das plantas protegidas
árvores prontas, inteiras, engolidas
minha ilha.

Noite cardápio Russo no Brasil
Noite além do norte e do sul
Sertão de degusto rápido
pois viagem segue ao florestal
estrada de mais um em vigília
mais uma vila sem dente.

Amanhece sim uma hora
É só sol
queima, evapora e exala o rio
Sertão entre Amazonas a fio.

Vicente Motta Prates.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Obedecendo o Vento há 9 horas

As folhas caem, e eu quero falar sobre isso, sem me preocupar com o feiti...
a_j_cardiais Poesias 26


"Verão na Europa" há 11 horas

Hoje começou o verão Mas todos os dias, são dias de verão O verão na...
joaodasneves Poesias 5


"Maria Emília" há 13 horas

Meu amor Antes de tu nasceres Raramente eu pensava em ti Iria com o pass...
joaodasneves Acrósticos 7


"Sou" há 14 horas

Sou o livro sem palavras Sou a historia por contar Sou o céu sem estre...
joaodasneves Acrósticos 7


"Livro sem letras" há 16 horas

Meus livros já estão sem letras Meu papel sem cor Com a caneta vazia Q...
joaodasneves Poesias 8


Amor há 18 horas

Quando Jesus diz que aquele que o ama é quem guarda os seus mandamentos, o...
kuryos Acrósticos 8