Gritos fora do jardim

05 de Junho de 2014 Pr CJJacinto Poesias 344

Ouvi o gemido, meu grito

Perdido, meu eco infinito

Não iludido, mas aflito

Dentro de mim e fora do jardim

Oh! meu finito ser e meus ditos

Achados no mito, e as flores que risco

Longe de cercas e outro aprisco

Apenas meu lamento, insisto

Onde vai minha voz, tão atroz

Por chamas e brasas e tantas asas

Minhas ânsias e a perseverança

Meu livro de paginas de aliança

Meu grito, meu eco dentro de mim

Longe de casa fora do jardim

Nesse caminho, afrescos e perigos

Não só eu, também meus amigos

Sou eu no ardor dessa livre luta

Na sentença de viver nessa labuta

Gritando pra todos e mesmo assim

Voltar de novo ao meu longínquo jardim

Clavio Juvenal Jacinto



Leia também
Obedecendo o Vento há 9 horas

As folhas caem, e eu quero falar sobre isso, sem me preocupar com o feiti...
a_j_cardiais Poesias 26


"Verão na Europa" há 11 horas

Hoje começou o verão Mas todos os dias, são dias de verão O verão na...
joaodasneves Poesias 5


"Maria Emília" há 13 horas

Meu amor Antes de tu nasceres Raramente eu pensava em ti Iria com o pass...
joaodasneves Acrósticos 7


"Sou" há 14 horas

Sou o livro sem palavras Sou a historia por contar Sou o céu sem estre...
joaodasneves Acrósticos 7


"Livro sem letras" há 16 horas

Meus livros já estão sem letras Meu papel sem cor Com a caneta vazia Q...
joaodasneves Poesias 8


Amor há 17 horas

Quando Jesus diz que aquele que o ama é quem guarda os seus mandamentos, o...
kuryos Acrósticos 8