As palavras que de você me vem
Me tocam como a música que tenho para a vida;
Sinto seu contato mesmo não estando presente...
Eu gostaria mesmo de poder entrelaçar-lhe os dedos e seguir...
Eu tento me manter sã, em consciência,
Mas de seu carinho já me fiz refém...
Em sonhos busco seu contato que me vem a imergir...
Distância tamanha meu querido...
Distância de corpo, não de alma...
Quem foi que disse que é preciso estar perto pra aprender a amar?
Já amo seus modos recatados,
Amo sua maneira de me fazer bem, com palavras, com sua poesia...
Amo o fato de me fazer sentir saudades...
De relembrar frases ditas em momentos totalmente oportunos...
Nem sei se é possível pra você...
Já sinto falta quando você não me aparece...
Sinto saudades dos momentos em que nem passamos juntos...
Não brinque... Sou inofensiva aos olhos e emensa em atitudes...
Quero saber mais...
Quem será o anjo que apareceu num recanto e em mim já fez morada?