Tempo

14 de Agosto de 2011 Talaris Poesias 363

O Tempo é uma chave pra tudo
E ao mesmo tempo
Para nada.
Tento gritar
Mas estou mudo.

Vejo a solução diante de mim
Quero agarrá-la
Sentí-la
Entretanto, fujo.
Dela e de mim.

Aliviando-me do fato
Me sentindo esse rato
Fugindo assim

Se só você pudesse
Só me abraçar pudesse
Felizes juntos sem Tempo
Tão longe desse perto momento

E se a minha imagem
Pudesse ela fugir da miragem
E você pudesse ver
Que sou tão bom
Por não te esquecer.

Sentimento degenerativo
Para sempre e nunca maldito será
Sempre ignorantemente possessivo
Nunca meu ser te terá.

_______________________________

Este poema é uma Colaboração (Collab) entre dois jovens escritores! Lucas Corbeta e, bem, eu!
Espero que gostem desta poesia completamente experimental!

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Traços Mudados há 5 horas

O tempo passou, e eu nem percebi... Meus Deus, o que mudou? Envelheci. ...
a_j_cardiais Poesias 24


Queimando os Últimos Cartuchos há 5 horas

Sinto que estou queimando os últimos cartuchos... Estou chegando ao fim....
a_j_cardiais Poesias 25


"Posso ser o poema" há 8 horas

Barcos que navegam, ao luar, as imensas ondas do mar até as nuvens lá n...
joaodasneves Poesias 6


"Vi em ti" há 16 horas

Em ti eu vi o sol, o mar senti o vento aprendi a viver, soltei o sentime...
joaodasneves Poesias 7


"Tenho" há 16 horas

Tenho amor para dar Paixão para receber Sei perdoar, mas não posso esq...
joaodasneves Poesias 10


"Queria ser o mar" há 16 horas

Queria tanto ser o mar Te abraçar com as minhas ondas Te desejar na arei...
joaodasneves Poesias 7