Há escuridão em todos os cantos agora.
Há tristeza onde havia felicidade outrora.
Todos os anjos olhando como nunca estiveram.
Todos os demônios agindo sem conceitos.
Há fantasmas de pessoas que nunca viveram.
Há cicatrizes de cortes nunca feitos.

Sentir saudade de um amor
Que antes de vivo já era morto.
Sentir fome de seu calor
Que queimava por todo meu corpo.
Há fantasmas de pessoas que nunca lembramos.
Há melodias lindas que nunca cantamos.

Um coração curado
Mas que sempre estará danificado.
Uma alma que tem certeza
Pensa estar presa à sua beleza.
Há fantasmas de pessoas que nunca esquecemos.
Há morte em lugares em que nunca vivemos.

Uma pessoa especial
Perdida de tanto imaginar.
Percebe que o natural
Compreende na realidade de amar.
Há fantasmas de pessoas que nunca amamos.
Há momentos pelos quais nunca passamos.

(01/5/2011 ~ ??)