Um rico doutor um dia me perguntou

Quanto dessa vida eu conhecia

Depois de muito labutar

Disse-lhe pensar em muitas iguarias

Quando a fome estava a enganar



E disso aproveitei para discorrer:

A copa na África a todos vai cooptar

Desiguais unidos em harmonia

A bola o preconceito vai esconder

Laduma: essa palavra será magia



Atentos, vamos ficar e nunca esquecer

O que esse continente ainda está a sofrer

Depois de fome tamanha, em miséria e dor

Fico sem mais palavras, todas elas engolidas

A saciar essa insana fome em gritos de horror