No bar dona Tereza foi onde ela ouviu que era desapegada. E como sempre, ela se consagrava ao (pelo) outro, e aceitou aquilo como se fosse uma sentença. Tomou um gole de sua cerveja e interrompeu-o pedindo para passar a mão em seu cabelo. A sensação foi diferente do que imaginava. Aproveitou a pausa para tomar a frente no dialogo e dizer de suas pretensões frustradas no cinema - gostaria de ter o beijado. Planejar é contar com o improviso. Deram risadas e ele compreendeu porque ela perguntou do nada se ele estava com frio.