Un cuento chino

07 de Janeiro de 2012 Romano Ruiz Prosa Poética 572

Insensatez! Acreditava ela que correria um risco de vida - mas já não corre? Falando comigo há a possibilidade de se engasgar ou simplesmente encantar. Seu coração pode não aguentar a uma palavra e parar um minuto inteiro! Irritado estou, sim, pois nunca me vi como um assassino. Escrevi canções sem a minima vergonha de mostrar minhas entranhas, e este garanto é o meu atestado de bondade. Porque a confiança é tão cega quanto a justiça - e senão confias me sobra apenas a injustiça do teu mal olhado para tudo que te mostrei, o meu despir imaginário em forma de melodia, harmonia e ritmo. Venha, para se arriscar comigo á pular da calçada para rua, da sala para o quarto, da cadeira para a cama, do café para saliva, da cabeça para o peito, do medo para coragem. Teremos a chuva da cidade para nos derreter, o pé pra se encher de sorriso incontroláveis numa poça d´água e livros, muitos livros, para construirmos uma imensa escada pular muros e arames farpados e ainda conseguir ver o resto de luz que se esconde no horizonte.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
" Amar é" há 8 horas

Amar e como voar, no mais azul dos céus. É sentir a sensaçao de estar n...
joaodasneves Poesias 6


PAU DE FITAS há 13 horas

PAU DE FITAS Dançam as raparigas cá em roda D'um mastro d'onde fitas ...
ricardoc Sonetos 5


PAU DE FITAS há 13 horas

PAU DE FITAS Dançam as raparigas cá em roda D'um mastro d'onde fitas ...
ricardoc Sonetos 5


Falta de Amor ao Próximo há 17 horas

A razão de viver é amar... Mas a maioria das pessoas vive o amor ao din...
a_j_cardiais Poesias 37


Amor a Deus x Amor ao Mundo há 18 horas

Nos dias do autor não havia automóveis como os luxuosos que existem em no...
kuryos Artigos 8


A Origem e a Razão de Ser de Tudo há 23 horas

Deus não criou todas as coisas para depois intentar formar uma Igreja. Ao...
kuryos Artigos 16