HOUVE UM TEMPO NO SERTÃO
EM QUE A MORTE DOMINAVA,
TINHA GENTE QUE MORRIA
GENTE QUE TAMBEM MATAVA,
E SE FOSSE JURADO DELA NÃO ESCAPAVA.

A JUSTIÇA ERA FEITA COM AS PROPRIAS MÃOS,
SE ALGUEM MATASSE O PAI, FILHO OU IRMÃO,
SERIA MORTOS DE PAULADA, BALA OU FACÃO.

FOI DAÍ QUE SURGIRAM UNS GRUPOS FORMADOS,
POR CANGACEIROS ASSASINOS,
ARMADOS E PREPARADOS,
DESTEMIDO E CRUEIS
E POR MUITOS CONSIDERADOS.

OS HOMENS DA LEI TRABALHAVAM
MAIS EM SITUAÇÃO PRECARIA,
E OS POLICIAIS
NÃO TINHAM NEM SE QUER
A EDUCAÇÃO PRIMARIA.
CONHECIDA COMO VOLANTES
UM GRUPO MAIS RESPEITADOS,
COMBATIA OS CRIMES
ERA TÃO POUCO DERROTADOS,
GRUPOS QUE TINHAM
MAIS DE QUARENTA SOLDADOS.

O BANDITISMO SÓ CRESCIA
OCUPANDO ESPAÇO,
FOI DAI QUE SURGIU
O GRANDE NOME DO CANGAÇO
FAZENDO SUA HISTÓRIA
QUE ATÉ HOJE É LEMBRADO.

POR MUITOS ANOS ESSA BRIGA PERMANECEU,
ENTRE VOLANTE E CANGAÇO
MUITA GENTE MORREU,
MAIS ISSO TUDO ERA CONTRA
A VONTADE DE DEUS.

O CANGACEIRO ERA APOIADO POR FAZENDEIROS,
QUE ESCONDIAM EM SUAS TERRAS
TORNANDO-SE COITEIROS
E AINDA AJUDAVA COM COMIDA,
ARMAS E DINHEIRO.

AS VOLANTES FORAM FICANDO
CADA VEZ MAIS EQUIPADAS,
ARMAS DE GROSSO CALIBRE,
ARMAS QUE DAVAM RAJADA
TINHA ACABADO A ERA
DA SIMPLES ESPINGARDA.

NA DECADA DE QUARENTA
ESSE COMFLITO ACABOU
QUE NA ULTIMA EMBOSCADA
O ULTIMO CHEFE DO CANGAÇO
A VOLANTE O MATOU,
FOI DAÍ QUE ESSA ERA SE FINDOU.