Devaneios e Incertezas de Uma Mente Sã

30 de Março de 2012 Hermes & Toth Prosa Poética 634

Vontade, sim! Vontade! Do que e por quê? - Não Importa!
Vontade de seguir, Vontade de ser... Então - Grande!
Lucidez, sim! - No meio do todo.
Nos devaneios e incertezas de uma mente sã.
Sons e tons, Todos vindos de vários lugares, de muitos mundos – Inimagináveis, que talvez só existam - Em mim!
Eis que sou aquele - Que beira ao precipício, Que toca as curvas e membranas do tempo - Sem medo!
Aquele que num barco de sonhos, Navega neste insólito oceano.
Até onde? - Não se sabe!
Talvez até aos confins da terra, Ou então... Até aos confins de mim mesmo.
E eis que vou - Como quem faz uma viagem.
Minha mente tem sede - vontade, quase que perco minha lucidez - Loucura.
Em meio aos devaneios e sons, dos vários mundos que eu - Apenas - Imagino!

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
ETERNAL (rondó) há 1 hora

ETERNAL (rondó) Não o poeta, sim a poesia Em cada verso haveria- De ...
ricardoc Poesias 5


Sintomático há 7 horas

Divagando pela favela, penso nela olhando a aquarela do sol se pondo. ...
a_j_cardiais Sonetos 26


"Minha humilde casinha" há 2 dias

Tenho na minha casa Quatro cadeiras e um colchão Uma mesa, e roupas pelo...
joaodasneves Poesias 18


Se Poema For Oração há 2 dias

Senhor, este poeta perdido vem Vos fazer um pedido: dai-me Vossa paz. ...
a_j_cardiais Poesias 66


"Bailei com a solidão" há 2 dias

"Bailei com a solidão" A beira do mar espero a Solidão E escuto ja o ...
joaodasneves Acrósticos 16


Perseverar Até o Fim – Parte 1 há 2 dias

Por Charles H. Spurgeon (1834-1892) Traduzido, Adaptado e Editado por Si...
kuryos Artigos 31