SOM DO MATO

12 de Agosto de 2012 UALISSON CANGACEIRO Prosa Poética 572

Lá do mato vem um som
que de certo é o mais bonito,
foi criado pela natureza
e que tanta beleza,
não pode ser interrompido.

Deitado a sombra dum pé de Juá
observo atentamente,
os movimentos dos bichos
que passa na minha frente.
tem bicho que corre,
bicho que rasteja, bicho que vôa.
e do meu lado um calango
tomando sol só de boa.
Entre os galhos do juazeiro
esculto um som baixinho,
de uma mãe rolinha se ageitando,
para por seus ovos no ninho.

Lá no alto das nuvens
o perigoso gavião,
que de cima observa os bichos
desatentos aqui no chão.
nenhum bicho gosta
desse tal de gavião,
que só fica arrumando intriga,
arenga e confusão.
uns fala que ele é filho do mau,
e não do criador, pelas safadeza
que ele faz causando tanta dor.
me disseram que certa vez
o casal de Bem-te-Vi,
ensinava seus filhotes a voar
logo bem ali.
depois de um longo treino
os filhotes já cansados,
voltaram ao ninho
para serem alimentados.
foi só o tempo de ir buscar
a alimentação,
que os filhotes foram levados
pelo o traste do gavião
todos ficaram revoltados
com a atitude do desgramado,
que todos torciam que
por um tiro de espingarda
ele fosse acertado.

Um bicho inteligente
que me chama atenção,
é seu João de Barro fazendo
sua construção.
com sua habilidade
deixa sua casa uma beleza,
é conhecido pelos bicho
como engenheiro da natureza.

Me levanto e saio em caminhada
em direção ao riacho,
passo pela Umburana com suas
frutas fazendo cacho.
me sento a margem
jogo agua no rosto,
do outro lado um bando de pardal
se banhado com todo gosto.
o gado desce a colina
depois de se alimentar,
vem pro riacho beber água
pra sede poder matar.

Escuto o som do golinha,azulão
e a gatorama cantando.
a dona rapoza com seus filhos
passeando.
fico encantado
com tamanha beleza
fico cheio de alegria,
vai embora a tristeza,
como é bom ouvir esse som
esse som que vem da natureza.


Leia também
Santificação, um Trabalho Progressivo – Parte 2 há 8 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 8


Santificação, um Trabalho Progressivo – Parte 1 há 8 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 8


"Ultimo Poema" há 8 horas

Me cansei de viver esperando Vai ser o ultimo verso que te escrevo A ulti...
joaodasneves Poesias 6


ESTHER há 10 horas

ESTHER Não raro te surpreendo enternecida E me perco em teus olhos tã...
ricardoc Acrósticos 6


REFLEXÕES DO ANDARILHO. ESCOLA DA VIDA há 21 horas

Caminhar e pensar, pois enquanto caminhamos oxigenamos o nosso cérebro, qu...
paulocesar Acrósticos 8


Da Maior Importância há 1 dia

Não sei de muitas coisas que costumam dizer que é importante saber... ...
a_j_cardiais Poesias 32