Desventuras

20 de Setembro de 2012 Jey Leonardo Prosa Poética 550

Certo que se tratando de pessoas, eu não mais me encantaria
No entanto você surgiu assim, se materializando do nada frente a mim
Retirando tudo o que era mais sombrio, preenchendo um coração antes vazio, trazendo o Sol para onde estava frio.
Não sei se é a cor dos seus olhos, ou o doce som da sua voz
Talvez eu esteja delirando e não deva haver algo entre nós
Contudo meus pensamentos voam até você, até quando estou a sós.
E eu não resisto a esse intenso desejo de ir em encontro à tua boca e provar teu beijo
Ser apenas teu, nem que seja por um lapso de segundos
É o sonho que vou realizar, nem que eu tenha de enfrentar o mundo.

Sim, acho que estou te amando.


Leia também
Uma Tal Pedra há 9 horas

No meio do caminho de muitas famílias, agora tem uma pedra... Tem uma...
a_j_cardiais Poesias 19


Mundo da Gataria há 9 horas

Gato criado com mordomia, não conhece o mundo da gataria. Não sobe nos...
a_j_cardiais Infantil 35


A história do amor há 10 horas

A história do amor O amor sempre existiu Em muitas formas Em várias ...
pfantonio Poesias 25


AFRO-AMERICANO - Des-História Universal há 10 horas

AFRO-AMERICANO Terra da Liberdade, a Norte-América Tornou republicana ...
ricardoc Sonetos 5


"Primeiro encontro" há 14 horas

Olha, te recordas da primeira vez que eu te vi? não foi só pra me distr...
joaodasneves Mensagens 7


John Owen - Hebreus 1 - Versos 4 e 5 – P3 há 21 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Mensagens 9