Tesouro.

29 de Agosto de 2013 Rebeca Rocha Prosa Poética 345

Tesouro escondido,
Zelo por um amor que já não sabe viver sem,
Que esconde,
Pois só ela sabe o caminho para chegar ao vale ensolarado de cor doce
que leva aos sentimentos mais cândidos pelos quais tanto estima.
Esconde,
Talvez por medo de que vá embora e não mais te olhe
Com jeito de quem admira algo antes nunca visto
E com um esmero de quem tem nos olhos promessa de ser eterno.
Guardado ternamente, para que não seja perdido,
Pois assim é o tesouro que já foi escondido,
E que deixou de ter o encanto do querer bem.
Preserva o segredo de onde abriga o seu tesouro,
Para que, como tesouro, ele sempre seja tido.
Pois tudo que se guarda é querendo ter para sempre,
Para que nunca seja desfeito pela armadilha do esquecimento,
Do descaso,
Nem do arrependimento,
De um dia ter sido perdido.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
ETERNAL (rondó) há 1 hora

ETERNAL (rondó) Não o poeta, sim a poesia Em cada verso haveria- De ...
ricardoc Poesias 5


Sintomático há 7 horas

Divagando pela favela, penso nela olhando a aquarela do sol se pondo. ...
a_j_cardiais Sonetos 26


"Minha humilde casinha" há 2 dias

Tenho na minha casa Quatro cadeiras e um colchão Uma mesa, e roupas pelo...
joaodasneves Poesias 18


Se Poema For Oração há 2 dias

Senhor, este poeta perdido vem Vos fazer um pedido: dai-me Vossa paz. ...
a_j_cardiais Poesias 66


"Bailei com a solidão" há 2 dias

"Bailei com a solidão" A beira do mar espero a Solidão E escuto ja o ...
joaodasneves Acrósticos 16


Perseverar Até o Fim – Parte 1 há 2 dias

Por Charles H. Spurgeon (1834-1892) Traduzido, Adaptado e Editado por Si...
kuryos Artigos 31