Minha Alma

05 de Setembro de 2013 Elias Lima Prosa Poética 1087

A minha alma

Pobre,
Nasceu no escuro.

Miserável,
Viveu com porcos.
Rejeitada,
Cresceu com as sombras.

Sozinha,
Descobriu que tudo era mentira.

Perdida,
Não soube se encontrar.

Enfraquecida,
Caiu até o inferno.


Enfrentou demônios.
Sangrou de medo.

Encontrou-se com a loucura.

Liberta,
Descobriu que a dor só a leva a mais dor.

Cansada,
Desconfiada,
Resolveu procurar a luz.

Pessimista,
Achou que não fosse encontrar.

Iluminada,
Hoje ela descansa em seu canto escuro.


Onde as feridas gritam como espíritos aprisionados em seu tormento infinito.
Onde o tempo jamais apagará o que foi cruelmente feito e desumanamente dito.
Onde a dor não a deixa em paz.
Onde as promessas não têm o seu efeito.

Onde ninguém pode dizer o que ela deve ser nem como ser,
Onde ninguém e nada vai mudar o que houve ali,
Onde os olhos não veem, os ouvidos não escutam,
Onde ninguém a sente.


Ali ela está então,
Segura.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Paz Celestial há 5 horas

Paz na alma é muito mais Do que paz de mente... pois passa desta par...
kuryos Artigos 5


Poema Rosa Para um Dia de Sol há 20 horas

A Rosa Emília A Rosa que an...
a_j_cardiais Poesias 38


Poema Suado há 20 horas

Estou num deserto de inspiração... Nada passa por aqui... Nem ladrão. ...
a_j_cardiais Poesias 34


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 3 há 23 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 12


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 2 há 23 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 10


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 1 há 23 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 10