Sempre tentando fugir
Mas eles sempre me encontram
Preenchendo o meu vazio.

Em meio à tantos gritos e sombras
Tudo está destruído agora
Não há uma alma nem um espírito
Mas um corpo entorpecido de angústia e traumas.

Não há mais mais tempo para a redenção
Todos nós matamos Deus de decepção
Não há onde correr
Não há estrada
Somente uma prisão em nossas mentes.

E eu não posso mais
Eu quero o amor de volta
Quero poder sorrir de novo
E sentir a paz em meu espírito.

Todos os anjos estão caindo
Sangrando em minha frente
E não há nada que eu possa fazer
A não ser fechar os olhos e me esconder.

Fantasmas obsessivos invadem minha mente
Querendo me jogar no abismo da morte
E eu me entrego com lágrimas de sangue
E sorrio em meu fim.