Está tudo tão frio aqui..
Nunca senti tanto medo.
A brisa do mar me beija congelante.
Não há nada a esperar…

Eu conto os meus passos na areia..
O silêncio, a cabeça abaixada e a dor..
Uma alma melancólica, um corpo fraco e um espírito triste.
Foi tudo que me restou agora ?

O céu está cheio de nuvens carregadas de tristeza
As gotas de chuva caem trazendo uma canção entorpecente.
Por um momento, o som da chuva me distrai, ( ainda estou vivo ? )
Ainda respiro ?

Eu entreguei toda a minha alma a alguém sem amor
Agora só ficou a frustração, a desilusão de quem sonhou …

Eu espantei todos os seus medos
Enxuguei todas as suas lágrimas
Segurei sua mão em meio aos medos e pesadelos
Sem saber que estava sozinho o tempo todo..

Eu fui seu anjo, seu amor, sua outra metade.. ( ? )
Essa dúvida me corta o peito chegando ao coração sem anestesia..
Dor e angústias mórbidas em meu espírito, sem esperança de uma morte súbita..

O Amor é sempre assim?
Luz e Trevas?
Sonho e Pesadelo ?
Alegria depois Tristeza ?
Paraíso depois Castigo ?

Por uma vida me esqueci da minha e deixei de me amar e me cuidar.
Por causa de uma vida agora tenho marcas na alma,
Por causa de uma vida agora choro toda a noite sem esperança que essa vida um dia ainda possa me salvar desse morte que me toma..