Mentira

09 de Setembro de 2013 Alany Aragão Prosa Poética 469

Fui iludida
Pelo seu toque
Seus beijos
Suas palavras cheias de amor
Um amor falso e insípido.

Quando lembro dos nossos momentos
Agora sim percebo
Algo já havia morrido dentro de você.

Ao me olhar
O brilho no fundo dos seus olhos
Havia se apagado.

Mas não vivemos uma mentira por completo
Por um tempo foi verdade
O amei
Você me amou
Fizemos planos que nunca serão realizados.
Aliás, serão realizados
Porém, não será um com o outro,
Mas com terceiros
Que ainda iremos conhecer ou já conhecemos
Mas seremos felizes
Ou pelo menos tentaremos.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
"Estou triste" há menos de 1 hora

A noite se instala em mim. Lá fora, apenas o silêncio da noite e o teu o...
joaodasneves Poesias 4


"Estou cá a matutar" há menos de 1 hora

Esses dias ando meio triste muito confuso, ando a querer isolar-me, f...
joaodasneves Pensamentos 4


A Humildade nos Cai Bem há 5 horas

Se o domínio total é do Senhor, porque o poder pertence a ele, isto dever...
kuryos Artigos 8


Fuga da Inspiração há 6 horas

Preciso terminar um poema que comecei numa empolgação danada... Dep...
a_j_cardiais Poesias 39


Um Dilema há 7 horas

Estou aqui reclamando da minha "vidinha", enquanto tem alguém por aí que...
a_j_cardiais Poesias 37


Hebreus 3 - Versículos 7 a 11 – P 6 há 10 horas

John Owen (1616-1683) Traduzido, Adaptado e Editado por Silvio Dutra ...
kuryos Artigos 15