Há uma ausência que acompanha o fechar dos olhos e a cabeça baixa. Lembranças de outra vida. Frio na espinha. Um tremor e os pensamentos retornam a sanidade. A noite é fria, longa, escura e cercada de duvidas. As sombras intimidam. Ela se faz presente criando frutos imaginativos. Você esta aqui. Eu sinto. Fecho os olhos com a fé que não me percebas. Mas o efeito do teu gosto é forte. Inebria, distorce e assombra. Há luz! vou a procura do dia seguinte.