(Sugestão de Áudio: Ludovico Einaudi - Nuvole Bianche)

É só fechar os olhos!
E então ao som da música,
Todas as cores surgem - cintilantes.
E meu corpo estremece - e sente e sofre!
E meu peito bate - e ama e sonha! _ É só fechar os olhos!
E descubro tudo aquilo que sonho!
Meus segredos transparentes!
Meus desejos tão somente! _ É só fechar os olhos!
E então ela me envolve e leva,
Em cada nota que vibra!
Sinto-as tão intimamente,
Que quase posso toca-las. _ Ainda estou de olhos fechados,
Quando se rompem as vendas do meu destino.
E me toma em meio às cores,
Sentidos e flores,
Dos meus amores e sabores. _ É só fechar os olhos!
E nada mais do que livre seria,
E não mais do que livre estaria!
E tão somente bastaria. _ É só fechar os olhos!
E as vejo desenhar - cores vivas.
Reflexos daquilo que vivo,
Desenhos Tão meus,
De tudo que sou e quero ser. _ É só fechar os olhos!
E viajo num traço - num risco de luz.
E nada me prende - ao nada pertenço! _ É só fechar os olhos!
Para meu destino traçar - Entre um simples abrir e fechar.