Herdeiros do Orgulho

05 de Dezembro de 2013 FKarvalho Prosa Poética 665

O fogo que transforma faz das minhas vontades a ira que consome. Incinera, Desintegra, Cinzas. Manifesto o dia em noite trazendo o terror das horas mais negras. os olhos mudam e o vermelho
rubro surge. Sou o escuro da noite. O frio que queima. A dor que arde. Sim, eu sou tudo aquilo que posso ser, ordeno que suas mentiras se desfaçam e do despertar uma nova vida. Venha a mim aqueles que são herdeiros do orgulho. Pois das minhas lagrimas surgiu o veneno mais doce.


Leia também
Lembra? há 2 dias

Quando o tempo nós pertencia dia e noite não existiam? Quando ainda...
enidesantos Poesias 21


Principio há 2 dias

Toda a humanidade repelida da perfeição Privada da perspectiva da ...
enidesantos Poesias 13


Viandar há 2 dias

Viver e caminhar eu gosto de tudo que a vida me da Gosto de viver e ...
enidesantos Poesias 11


Fluxo do tempo. há 2 dias

Boca devoradora do tempo que tudo vai apagando varrendo da vida todo o en...
enidesantos Poesias 14


Sou há 2 dias

o que quero e onde quero Meu palco é a vida Dela faço brotar o pr...
enidesantos Poesias 12


Ame...! há 2 dias

Apenas ame Não se infecte de amor Infecte-se de vida Queira vida D...
enidesantos Poesias 11