Por que nada é perfeito?

01 de Agosto de 2011 Netuh Rodrigues Prosa Poética 502

É burrice tentar até morrer, chega uma hora que cansa. Passei a imagem de maduro, entendido e sensato.
Eu já relaxei.
Joguei no lixo o meu romantismo meloso e trouxe de volta a paixão incessante que eu tinha no começo de tudo. Comecei do zero. Acordei e enxerguei novas possibilidades; hoje despertei transbordando ganância de novos tempos.
Vamos colocar uma pausa no melancolismo e pôr os pés no chão.
Vale a pena?
Atribui novas metas, busquei novos caminhos e me aventurei nas trilhas daquela floresta.
É. Mas antes de tudo, comecei por um caderno em branco. Não tenho mais meus manuscritos passados.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
Te Desejar Só, Não Basta há 5 horas

Fico aqui te desejando... Mas você bota tanto empecilho, tanta dificulda...
a_j_cardiais Poesias 38


Só Fale de Amor Com Sinceridade há 5 horas

Não faz mal nenhum você dizer para alguém: Eu te amo! Não faz mal ...
a_j_cardiais Poesias 25


"Confesso-te que..." há 11 horas

Ao perder um grande amor, Confesso que até chorei, Mesmo assim tudo ...
joaodasneves Poesias 6


Vida Pela Via da Fé há 14 horas

O que poderia o ministério da Lei sob o Antigo Testamento, fazer por si m...
kuryos Artigos 9


Para quem é a Mudança da Lei de Moisés há 16 horas

O apóstolo Paulo afirma que o crente não está sob a lei e sim sob a gr...
kuryos Mensagens 7


Cultivando Observações - 1 há 18 horas

Eu vivia arrastando silêncios, pelas plataformas da vida. Agora dispenso...
a_j_cardiais Poesias 30