Entender que, você pode ter tudo... e querer apenas uma coisa - Certamente a mais improvável.

Perceber que, o tempo passa e você pode queimar todas as suas chances e oportunidades.

Assumir quando, todas as suas capacidades de discernimento simplesmente caírem por terra.

O momento em que, você fica tonto de tanto olhar em volta, e simplesmente não consegue saber de fato onde está, para poder enxergar onde talvez possa chegar.

E quando, o dia se passa, como apenas " mais um dia".

Na manhã em que, você definitivamente não aceita que sua vida seja apenas "assim"... um monte de "se" e "talvez". 

Sim, assumidamente sou eu, mais um daqueles tipos de pessoas, carimbadas e naturalmente resistentes a "abrir mão".

Aquelas pessoas que se esforçam para banir do vocabulário, frases do tipo.. "Let it be!, let it go!" e afins...

Daquelas que acreditam, longe de todo e qualquer julgamento, Certas ou Erradas que... "talvez desistir seja o que nos impeça de alcançar, e que trocar um sonho por outro, não significa necessariamente, estar realizado!" 

O mesmo tipo que, se reserva no direito dúbio, de recusar o comum, e fugir dos sensos racionais que, como passes de mágica " resolvem" tudo. 
Que abusam de advérbios e interjeições como única forma de expressar sua fatídica, indubitável e redundante dúvida.

Sim, racionalmente eu sei que meu coração apenas bombeia sangue...