Sagrado Ardor

21 de Abril de 2014 FKarvalho Prosa Poética 540

Eis Aqui o cântico sagrado. Reverbra um insensata orb. Daí nomes aqueles que se ocultam. Revela a ínfima inteção. A um certo desvio de conduta. Reluta pelo o que clama o os desejos. A medo e fome entre as vontades. Há realidades que nunca serão. Segue a tempestade como seu único guia. aceita o ato privado. Acorda entre as marcas do passado que ardem em seu enraizado consentimento. e mais fácil Arrancar o talo a deixar que o resto sirva como futuro próximo.

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
"Sou" há menos de 1 hora

Sou o livro sem palavras Sou a historia por contar Sou o céu sem estre...
joaodasneves Acrósticos 4


"Livro sem letras" há 2 horas

Meus livros já estão sem letras Meu papel sem cor Com a caneta vazia Q...
joaodasneves Poesias 6


Amor há 4 horas

Quando Jesus diz que aquele que o ama é quem guarda os seus mandamentos, o...
kuryos Acrósticos 7


ESTÁ TÃO ESCURO (poesia infantil) há 6 horas

Está tão escuro Por causa do muro O chão é duro Não bata o nari...
madalao Infantil 7


Amor de Primavera há 19 horas

Morena, quando tu flores, o verbo em ti, primavera, seguirá o caminho do...
a_j_cardiais Poesias 42


CICATRIZES há 1 dia

CICATRIZES Não se vive essa vida impunemente... Todo mundo, mais dia m...
ricardoc Sonetos 6