Quista e Entrelaçada

21 de Abril de 2014 FKarvalho Prosa Poética 678

O cheiro de sangue é fresco a carne ferida demonstra o destino da batalha. A visão turva inebria os pensamentos. Sente o veneno da lamina alastrando pelo corpo. Lembrou de todas as escolhas e pesou com toda a força. Sim queria estar certo. Mas sabia que a forja das vontades não permitiria o sacrficio. e sem questionar entrou nos mares de fogo. Não tinha permissão. Navegou ate o outro lado do mundo pela quista rosa. De cores tão bem entrelaçadas. Que nada alem servia como encanto. Aqui se faz o guardião ao sacrifício. Aqui se encontra perante o lobo sombrio. Que o circunda pela alma limpa. Deve carrega-la como premio por ter mostrado a potencia esquecida. Sim aqui já a ciência dos fatos


Leia também
Minha essência é a eternidade. há menos de 1 hora

Manhã cinza dia tão estranho e ruim, Paira no ar uma sensação de fraca...
elisergio Sonetos 5


LAMPEJOS há 1 hora

LAMPEJOS Eu pouco a pouco volto à realidade. Ao acordar, lamento antes...
ricardoc Sonetos 4


Deixe Esse Amor Crescer há 16 horas

Deixe esse amor crescer... Ele está brotando em um coração árido. De...
a_j_cardiais Sonetos 32


Ás palavras não são mais meu legado. há 17 horas

Fiz-me silenciar por que te perdi! Tu me revogara a licença concedida, D...
elisergio Sonetos 7


Não há o que comemorar. há 17 horas

Não há de fato o que comemorar! A virgem do sertão não é independente...
elisergio Sonetos 6


A vida depois daqui! há 17 horas

Ver que a morte não é o fim, é o início! Disse-me com amor chamando de...
elisergio Sonetos 6