Como falar de você?
Significados e significantes não a descrevem.
Na sua presença o som único da sua voz.
O calor da sua respiração.
Frases pobres definidas: imitando o que sinto...

Você é mais que isso. È algo que não alcanço.
Indescritível e maior que o belo.
Muito além do maravilhoso.

Você é tudo que não se vê e não se pode tocar.
Porque meus olhos são pouco para fotografá-la.
E todo meu corpo é nada para senti-la.
Quem é você afinal?

É o elixir das deusas que embriaga.
O fogo sem matéria e labaredas que esquenta.
No seu beijo a essência das águas, da terra e do ar.

Não! Não tenho palavras para defini-la.
Quando se movimenta, ou sussurra um pequeno fonema.
Nem mesmo quando me enrola como uma serpente.

Meu amor, quem é você?
Só me resta, deixar-me fluir dentro da sua brisa.
E gritar bem alto.
Amo essa sensação.