Beco da lua

22 de Junho de 2014 Alvim Prosa Poética 196

Beco da lua- 

 nome de um bar

e um encontro

na lua minguante

somente o momento

ávido por testemunha

mais o livro e a peça íntima

borrada de vinho tinto;

hoje faz tango na memória

pela inspiração evocada 

ao bel -prazer dos amantes.

sei lá ,como assim,não sei

se salivei ao espumante

ou se delirei ao equívoco amoroso

uma vez no beco,salvaram o

esteticismo das imagens-

um quadro abstrato podia

avivar o semantismo na

 epiderme ,a geografia

da língua degustativa

não são os mesmos

daquele dia ,instante-

o beco e a lua ,agora

bailam no branco de seu olhar

tão próximo e não visionário,

sem palavras,sua beleza

marfínica adormeceu,não

teve a temperatura dos dois corpos

paralisados e desiguais.



Leia também
" Amar é" há menos de 1 hora

Amar e como voar, no mais azul dos céus. É sentir a sensaçao de estar n...
joaodasneves Poesias 4


PAU DE FITAS há 5 horas

PAU DE FITAS Dançam as raparigas cá em roda D'um mastro d'onde fitas ...
ricardoc Sonetos 4


PAU DE FITAS há 5 horas

PAU DE FITAS Dançam as raparigas cá em roda D'um mastro d'onde fitas ...
ricardoc Sonetos 3


Falta de Amor ao Próximo há 10 horas

A razão de viver é amar... Mas a maioria das pessoas vive o amor ao din...
a_j_cardiais Poesias 31


Amor a Deus x Amor ao Mundo há 10 horas

Nos dias do autor não havia automóveis como os luxuosos que existem em no...
kuryos Artigos 8


A Origem e a Razão de Ser de Tudo há 15 horas

Deus não criou todas as coisas para depois intentar formar uma Igreja. Ao...
kuryos Artigos 16