O Discreto Charme da Burguesia não é um filme pra se escrever imediatamente, após vê-lo, pois exige certo tempo de depuração para compreendermos todos os aspectos oferecidos por ele, pois nada visto ali parece ser despropositado, representando rigorosamente o ponto de vista ácido e crítico de seu diretor, o provocativo Luis Buñuel. A rigor, o filme é um discurso sobre as aparências e práticas burguesas de um seleto grupo de personagens em algum lugar na frança e retratadas com o particular brilhantismo do diretor que, diga-se de passagem, teve relativo sucesso de crítica com este filme, tanto que levou o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1973.Leia mais: http://bau-de-resenhas.webnode.com/news/o-discreto-charme-da-burguesia/