Resumo do livro dos Autores: kenneth c. laudon; jane p. laudon
Resumo do Capítulo 1.
ADMINISTRAÇÃO DA EMPRESA DIGITAL
O primeiro capítulo começa com caso real da empresa Procter & Gamble modernizando na era digital. Uma empresa que há décadas vinha cumulando crescimento, mas que ultimamente estava declinando. Porque então modernizar na era digital? O presente capítulo responde a esse questionamento. Quatro pontos merecem destaque nessa análise. Globalização, transformação das economias industriais, transformação da empresa, transformação das economias industriais.
Com a globalização a produção de produtos foi distribuída pelo mundo, a facilidade de comprar passou a escala global. Existe fluxo muito grande de importações e exportações. Houve transformação grande de economias industriais para economias de serviço que são baseadas em informação e conhecimento. As empresas com grande hierarquia estão se achatando, ou seja, estão mudando o caminho rígido da informação. Existe uma dinamização das informações sobre procedimentos e a necessidade de interação do funcionário com o cliente em tempo real, arranjo flexível de equipes e indivíduos trabalhando em forças-tarefa.
A empresa digital é aquela em que quase todas ou todas as suas atividades são desenvolvidas com clientes, fornecedores e funcionários são mediados digitalmente. Ela percebe e reage às condições do ambiente com muito mais rapidez que a empresa tradicional. Para implementá-la os administradores precisam identificar os desafios que suas empresas enfrentam, verificar qual tecnologia pode ser útil, organizar a empresa e os processos de negócios para tirar proveito da tecnologia.
Para fazer uso dos Sistemas formais de informação são necessários conhecimentos prévios dos problemas que se deseja solucionar, quais os possíveis métodos a serem utilizados na solução do problema apresentado. Precisa conhecer o software, o hardware, e o que esse suporte possibilita fazer. O entendimento das dimensões organizacionais e administrativas dos sistemas, bem como suas dimensões técnicas é chamado capacitação em sistemas de informação. Os elementos chave da organização são seu pessoal, sua estrutura, seu procedimentos operacionais, suas políticas e sua cultura. As funções empresariais básicas são vendas, marketing, fabricação, produção, finanças, contabilidade e recursos humanos. Existem procedimentos operacionais que incorporam ao sistema de informação, há aqueles que são criados pelos trabalhadores do conhecimento, há os trabalhadores de dados e aqueles trabalhadores de produção e serviços. O papel do administrador é entender a lógica das muitas situações enfrentadas pela organização e formular planos de ação para a resolução de problemas e ter em mãos a infra-estrutura de tecnologia de informação.
Na abordagem contemporânea existe abordagem técnica e comportamental, trata-se de sistemas sociotécnicos. A técnica é enfatizada por modelos matemáticos das ciências da computação e administração, enquanto a abordagem comportamental é observada pela sociologia, psicologia, atenção é dada a como os indivíduos modelam os sistemas de informações e como os sistemas influenciam e transformam os indivíduos. Para que haja bom entendimento dos problemas e questões levantadas a cerca do sistema de informações é bom que o estudante entenda os vários pontos de vistas das ciências envolvidas.
A tecnologia da internet tem crescido muito e com isso aumenta extraordinariamente as possibilidades das organizações executarem seus planos. Os maiores benefícios são as ações quase que instantâneas. A troca de informações, os fluxos de trabalho, conhecimentos variados sobre produtos e serviços, coordenação entre organizações. Essa eficiência tem causado achatamento das organizações. A grande hierarquia e rigidez são substituídas por mais autonomia e maior participação de pessoas no processo de planejamento, o pessoal de nível mais baixo tem maior autoridade para tomar decisões. Gerentes podem controlar maiores numero de subordinados em qualquer lugar do mundo. Possibilita o trabalho em equipe mesmo que as pessoas estejam em outro continente. A organização torna-se mais flexível, pois reage mais facilmente ás mudanças do marketplace e oportunidades do mercado, pode desenvolver até o micromarketing atendendo aos anseios dos mais variados clientes e exclusivos que sejam. A colaboração que existe entre clientes, empresas, fornecedores resulta em eficiência, valor para os clientes, e significativa vantagem competitiva.
A internet propiciou a criação do mercado eletrônico. Nesse espaço são feitas compras e vendas em todos os níveis. Entre clientes e empresas, empresas e empresas, empresas e fornecedores. Há também o espaço para muita divulgação e propaganda para quase todo tipo de produto que se pensar. Existe nesse espaço também um compartilhamento até de parte das intranets como o espaço externo, sendo então chamadas extranets.
Embora seja explosivo o crescimento da organização digital, os problemas e as dificuldades de se implantar esses sistemas de informações encontram dificuldades. Como a empresa vai usar essa tecnologia para alcançar as vantagens competitivas, como as empresas vão entender as exigências de negócios e sistemas de um ambiente econômico global, como a empresa pode desenvolver uma arquitetura de informação e uma infra-estrutura tecnológica de informação que possam dar apoio aos seus objetivos quando as condições e tecnologias empresariais estão mudando tão rapidamente, como a empresa vai determinar o valor empresarial dos sistemas de informações e como garantir o controle para que as pessoas usem essa tecnologia de forma ética e socialmente responsável.