Resumo do livro dos Autores: kenneth c. laudon; jane p. laudon
Resumo do Capítulo 2 e 3
A A&P uma líder na rede de supermercados nos Estados Unidos por muito tempo, ao presenciar um declínio em suas vendas e o aumento da concorrência, lançou o prejeto “Grande Renovação”.
O projeto praticamente reestrutura a A&P através de novos sistemas de informação, colocando o foco no cliente e no gerenciamento de estoque, redução de custo que posteriormente levaria a um aumento na receita.
Incluia-se no projeto: a atualização dos processos de negócios, reestruturação da rede de distribuição, aperfeiçoamento da comunicação entre clientes e fornecedores.
O alto investimento em sistemas de informações para o direcionamento do foco no cliente será arriscada por acontecer de uma vez, o que pode causas erros irreparáveis, sendo necessário assim, um rela monitoramento e correção constante do projeto.
Perguntas do Estudo de caso:

1) Muitas lojas com desempenho insatisfatórios; Em 1990, suas vendas pararam de crescer e a concorrência aumentou; infra-estrutura de tecnologia de informação obsoleta composta por uma rede complexa de velhos sistemas ligados. Processos de negócios desatualizados e ineficientes, sistemas de distribuição eram fragmentados.
2) As medidas da Grande Renovação poderiam enxugar a grande estrutura dispendiosa da A&P, atualizar os processos de negócios, fornecer a infra-estrutura necessária para o real atendimento das necessidades dos clientes, que seria o foco agora. Contudo, toda renovação foi muito cara e não traria certeza de sucesso.
3) A implementação dos novos sistemas modificaram totalmente a maneira de administrar a Empresa. A comunicação com clientes e fornecedores passaria a ser contínua, ao instituir um sistema de distribuição contínuo, poderia monitorá-lo a qualquer momento, dispondo de dados reais e instantâneos. Além disso, deveria ser implementado um sistema de capacitação constante para os funcionários.
4) A Grande Renovação tem grandes chances de dar certo, contudo para isso torna-se imprescindível o constante monitoramento, mensuração e correção em seu decorrer, o que já vem sendo feito através das reuniões semanais.
5) Muitas lojas com desempenho insatisfatórios; Em 1990, suas vendas pararam de crescer e a concorrência aumentou; infra-estrutura de tecnologia de informação obsoleta composta por uma rede complexa de velhos sistemas ligados. Processos de negócios desatualizados e ineficientes, sistemas de distribuição eram fragmentados.
6) As medidas da Grande Renovação poderiam enxugar a grande estrutura dispendiosa da A&P, atualizar os processos de negócios, fornecer a infra-estrutura necessária para o real atendimento das necessidades dos clientes, que seria o foco agora. Contudo, toda renovação foi muito cara e não traria certeza de sucesso.
7) A implementação dos novos sistemas modificaram totalmente a maneira de administrar a Empresa. A comunicação com clientes e fornecedores passaria a ser contínua, ao instituir um sistema de distribuição contínuo, poderia monitorá-lo a qualquer momento, dispondo de dados reais e instantâneos. Além disso, deveria ser implementado um sistema de capacitação constante para os funcionários.
8) Muitas lojas com desempenho insatisfatórios; Em 1990, suas vendas pararam de crescer e a concorrência aumentou; infra-estrutura de tecnologia de informação obsoleta composta por uma rede complexa de velhos sistemas ligados. Processos de negócios desatualizados e ineficientes, sistemas de distribuição eram fragmentados.
9) As medidas da Grande Renovação poderiam enxugar a grande estrutura dispendiosa da A&P, atualizar os processos de negócios, fornecer a infra-estrutura necessária para o real atendimento das necessidades dos clientes, que seria o foco agora. Contudo, toda renovação foi muito cara e não traria certeza de sucesso.
10) A implementação dos novos sistemas modificaram totalmente a maneira de administrar a Empresa. A comunicação com clientes e fornecedores passaria a ser contínua, ao instituir um sistema de distribuição contínuo, poderia monitorá-lo a qualquer momento, dispondo de dados reais e instantâneos. Além disso, deveria ser implementado um sistema de capacitação constante para os funcionários.
11) A Grande Renovação tem grandes chances de dar certo, contudo para isso torna-se imprescindível o constante monitoramento, mensuração e correção em seu decorrer, o que já vem sendo feito através das reuniões semanais.

Capítulo 3
A GE PODE PROSPERAR COM UMA ESTRATÉGIA DE EMPRESA DIGITAL?

A General Eletric sob a presidência de Jack Welch conquistou grande crescimento até 2001. Tinha a característica de viver sob pressão e buscar a superação em cada divisão da empresa. Aproveitou a globalização para estas conquistas. Mas como esta empresa poderia continuar crescendo ao mesmo vapor sem se atualizar e entrar nos novos moldes de concorrência global? Com essa preocupação Jack Welch aprovou com todo o conselho a informatização da organização. Implementaria a tecnologia da informação em todos as áreas da empresa. Colocaria essa tecnologia a favor dos clientes, dos fornecedores e automatizaria o máximo possível as atividades industriais. Jack Welch criou um projeto com o nome “DYB (destroy your business)”. Esse plano tinha por base estimular os gerentes a descobrir as fraquezas da organização através de uma perspectiva das empresas ponto.com e com essa atitude se armassem para evitar sua falência.
A iniciativa da Internet mudou a cultura da empresa. As informações se tornaram mais rarefeitas na empresa. Aumentou a interação no chão-de-fábrica.
A TI facilitou o acesso dos clientes aos produtos, fez com que a difusão do conhecimento para os clientes fosse melhorada, e novas idéias foram criadas para aprimorar esse relacionamentos. Além disso, todos os trabalhadores tiveram apoio técnico para lidar com o novo sistema de informação.
Com essa nova tecnologia a GE desenvolveu assessoramento remoto, criou uma espécie de leilão eletrônico para compra de suprimentos, disponibilizou eletrodomésticos em sites de varejo e leilão na internet. A tecnologia alcançou também um bom índice de redução de gastos.
A GE está crescendo, mas não se pode afirmar que ela continuará nessa ascendência, pois deveria estar aproveitando mais a TI para conquistar novos mercados e eliminar e remanejar seus funcionários.

PERGUNTAS DO ESTUDO DE CASO

1) A GE é uma grande empresa e diversificada em vários ramos, esta espalhada em vários lugares e já possuía boa infra-estrutura. A força competitiva maior está em tornar o processo de negociação tanto com fornecedores, quanto com clientes um processo totalmente eletrônico. Os fatores que levaram a GE a implantar essa mudança foram os anseios de continuar tendo lucros cada vez mais crescentes.
2) Nos processos internos a GE tem tornado a estrutura mais achatada e feito que haja interação com o chão-de-fábrica. Na área externa a GE tem utilizado a TI para aumentar a interface da organização com os clientes, acelerar os processos de compras e vendas, operações de monitoramento, leilão eletrônico. Ela busca com essa mudança reduzir os custos nas operações e tratar melhor o cliente.
3) Foi necessário dar suporte a todos os funcionários da empresa para que pudessem aprender a usar os softwares, eliminar ou reposicionar funcionários, habilitação para Web quase todas as transações e processos de negociações de compras.
4) A iniciativa foi uma visão de futuro. Foi uma iniciativa aplicada em boa hora. Embora tenha falhado em conquistar novos mercados ou criar novas fontes de receitas o processo planejado com Jack Welch foi bem sucedido e com certeza a empresa está transformada em empresa digital.

Fonte: http://pt.shvoong.com/internet-and-technologies/2106701-sistemas-informa%C3%A7%C3%A3o-gerenciais/#ixzz1W4UAX59M